Orientações sobre a Declaração do IR 2024 para contribuintes do Rio Grande do Sul afetados pelas enchentes


27 mai 2024 - IR / Contribuições

Conheça o LegisWeb

Devido às recentes enchentes que afetaram 336 municípios do Rio Grande do Sul, muitos contribuintes enfrentam o desafio de lidar com a perda de documentos importantes, como comprovantes e recibos necessários para a declaração do Imposto de Renda de 2024. Em reconhecimento às dificuldades enfrentadas, a Receita Federal tomou medidas significativas para amenizar os impactos sobre os afetados, prorrogando, até 31 de agosto, o prazo final para a entrega das declarações para os contribuintes do estado.

Para aqueles que perderam documentos fiscais, a primeira etapa é tentar recuperar cópias eletrônicas ou solicitar segundas vias. Muitos bancos, empresas e instituições financeiras oferecem acesso a esses documentos por meio de sistemas on-line. Portanto, acessar o internet banking ou entrar em contato com o serviço de atendimento ao cliente pode ser uma maneira eficaz de reconstruir seu arquivo fiscal necessário para a declaração.

“Recomendamos utilizar da declaração pré-preenchida, que já possui parte dos dados necessários, para cumprir a obrigação. A recuperação de documentos eletrônicos é recomendada, mas, se não for possível, orientamos que os contribuintes procurem ajuda diretamente nos Centros de Atendimento ao Contribuinte da Receita Federal. Nesses locais, servidores da Receita Federal estão preparados para orientar sobre como proceder em casos de perda de documentação devido aos desastres naturais sofridos. Também podem recorrer aos profissionais da contabilidade, que sabem como proceder em questões administrativas com a Receita Federal”, explica o coordenador da Comissão Nacional do Imposto de Renda da Pessoa Física do Conselho Federal de Contabilidade, Adriano Marrocos.  

É importante que os contribuintes afetados documentem todas as perdas, incluindo detalhes de quais documentos foram perdidos e como isso ocorreu, pois essa informação pode ser requerida pela Receita Federal. Além disso, manter a comunicação aberta com o órgão e solicitar orientações específicas para situações de calamidade pode ajudar a garantir que a Declaração do IR 2024 seja feita de forma correta, apesar das adversidades enfrentadas.


Fonte: Portal CFC