Acordos comerciais com Indonésia e Vietnã terão impacto de R$ 25,7 bilhões no PIB até 2040, prevê Secex


17 jun 2021 - Comércio Exterior

Monitor de Publicações

Estudos foram publicados nesta quarta-feira (16/6), com estimativas de alta para PIB, investimentos, salário real, exportações e importações totais, além de queda de preços ao consumidor.  

Os acordos de livre comércio com a Indonésia e com o Vietnã terão impacto de R$ 25,7 bilhões no PIB brasileiro até 2040, segundo estudos divulgados nesta quarta-feira (16/6) pela Secretaria de Comércio Exterior (Secex) do Ministério da Economia. Os acordos tiveram seus mandatos negociadores aprovados na reunião do Conselho de Estratégia Comercial (CEC) de dezembro de 2020, e as consultas públicas para manifestações da sociedade estão abertas para participação até 19/07.

Ambos os acordos terão impacto positivo em todas as variáveis macroeconômicas – PIB, investimentos, exportações e importações totais e salário real –, inclusive sobre os preços ao consumidor, que apresentam estimativa de queda. As simulações também permitem identificar efeitos setoriais decorrentes dos acordos, e nos dois casos a maioria absoluta dos setores apresenta aumento de nível de produção, exportações e importações totais.

“A divulgação desses estudos é um marco na adoção de boas práticas regulatórias e transparência na negociação de acordos comerciais pelo Brasil”, comenta o secretário de Comércio Exterior, Lucas Ferraz. “São os primeiros estudos de impacto divulgados pela Secretaria de Comércio Exterior em relação a esses acordos, demonstrando nosso compromisso com a transparência, além da condução de políticas públicas baseadas em evidências”, complementa.

Relação comercial

Os estudos apresentam não só estimativas de impacto obtidas a partir de modelo de equilíbrio-geral, como também uma ampla análise sobre a relação comercial do Brasil com Indonésia e Vietnã. As informações incluem estatísticas do comércio de bens e de serviços, barreiras tarifárias e não tarifárias para as exportações brasileiras nesses mercados, análise da rede de acordos comerciais assinados pelos países e oportunidades trazidas pelos acordos.

“O objetivo da divulgação é dar maior transparência à sociedade sobre a análise técnica que subsidia a tomada de decisão da Secretaria de Comércio Exterior na negociação desses acordos comerciais”, explica o secretário. “Procuramos lançar os estudos concomitantemente com as consultas públicas, seguindo as melhores práticas internacionais na matéria. Os estudos facilitam o acesso da sociedade a informações relevantes sobre os parceiros comerciais e sua relação com o Brasil, auxiliando nas contribuições às consultas”.

Rede de acordos

A negociação dos acordos de livre comércio com Vietnã e Indonésia faz parte de uma estratégia maior de inserção internacional da economia brasileira. Estimativas da Secex apontam que a rede de acordos comerciais atualmente em negociação pelo Brasil trará impactos positivos para a economia brasileira de R$ 1,7 trilhão no PIB até 2040, além do efeito positivo nos investimentos, na corrente de comércio (soma de exportações e importações), na massa salarial e na queda dos preços ao consumidor.

As negociações integram também uma estratégia voltada para a Ásia: as estimativas apontam que as negociações com Indonésia, Vietnã, Coreia do Sul e Singapura trarão um aumento no PIB brasileiro de R$ 502 bilhões até 2040 em termos acumulados, além de impactos positivos nos investimentos, na corrente de comércio, na massa salarial e na queda dos preços.

Os trabalhos estão disponíveis na página de Publicações da Secex, assim como na página de cada acordo individual, na ferramenta de Acordos Comerciais do Siscomex.


Fonte: Ministério da Economia