Guedes reforça compromisso com reformas em reunião do Mercosul


15 dez 2020 - Comércio Exterior

Substituição Tributária

Ministros de Economia e presidentes de Bancos Centrais do Mercosul, da Bolívia e do Chile discutiram tarifas, negociações por acordos comerciais e impactos da pandemia

O ministro da Economia, Paulo Guedes, destacou nesta segunda-feira (14/12), durante a Reunião de Ministros da Economia e de Presidentes de Bancos Centrais do Mercosul e dos Estados Associados da Bolívia e do Chile, o compromisso do governo brasileiro com a promoção da agenda de reformas econômicas estruturantes e o avanço do programa de privatizações, além de projetos de concessões em setores de serviços e de logística e, em especial, com a agenda de liberalização comercial. Ele também apresentou uma avaliação atualizada das principais medidas implementadas no Brasil para enfrentar os impactos da pandemia de Covid-19, com foco nos impactos fiscais e nas repercussões do contexto internacional sobre a economia do país.

A reunião virtual foi conduzida pela ministra da Economia e de Finanças do Uruguai, Azucena Arbeleche, em nome da Presidência Pro Tempore do Uruguai (PPTU) no bloco. Na sessão sobre acordos comerciais, o ministro destacou a importância de o Mercosul se engajar de forma mais dinâmica e flexível com os parceiros comerciais extra-regionais a fim de promover inserção internacional atualizada e abrangente.

Guedes ressaltou o interesse do Brasil em assinar os acordos negociados com a União Europeia e com países da Associação Europeia de Livre Comércio (EFTA, na sigla em inglês) e comentou que “o Brasil está engajado em concluir as negociações com Canadá, Singapura, Coreia do Sul e Líbano com a maior brevidade possível”. Além disso relatou que o Conselho de Estratégia Comercial (CEC) do Brasil concedeu mandato negociador que autoriza o país a iniciar negociações de acordos de livre comércio do Mercosul com Indonésia e Vietnã e que o Brasil tem conversado de forma frutífera com o Reino Unido a respeito de uma eventual negociação comercial Mercosul-Reino Unido.

Modernização da TEC

O ministro aproveitou o encontro para demonstrar a importância que confere à necessidade de os membros do Mercosul atuarem de forma mais eficaz para modernizar a Tarifa Externa Comum (TEC), no intuito de contribuir de forma relevante à agenda de liberalização comercial regional. Com relação ao orçamento e à estrutura institucional do Mercosul, ele apoiou as indicações de revisão de gastos e de grupos de coordenação a partir da avaliação de custos, benefícios e da relevância técnica que oferecem para o processo de modernização do bloco.

Ao final de seu pronunciamento, o ministro reafirmou o seu agradecimento pela condução da presidência Pro Tempore pelo Uruguai e manifestou a sua disposição para trabalhar de forma construtiva e ambiciosa com a Presidência Pro Tempore da Argentina do Mercosul.


Fonte: Ministério da Economia