Escola do Trabalhador já recebeu mais de 127 mil matrículas

7 dez 2017 - Trabalho / Previdência

Esse é o número de inscrições realizadas em todo o país entre o dia do lançamento da plataforma, 21 de novembro, e 4 de dezembro; o curso mais procurado foi o de Inglês Aplicado ao Mundo do Trabalho

Mais de 127 mil matrículas já foram feitas na Escola do Trabalhador, lançada no último dia 21 de novembro. Somente no dia 4 de dezembro, a nova plataforma virtual de qualificação recebeu 1.427 inscrições, feitas no site da escola (http://escola.trabalho.gov.br). Nesta terça-feira (5) foram lançados mais três cursos, que se somaram aos 12 cursos oferecidos inicialmente em todo o Brasil. Todos os cursos são gratuitos.

Os números foram anunciados pelo ministro do Trabalho, Ronaldo Nogueira, que comemorou o resultado. “Tivemos o cuidado de oferecer cursos que ajudariam o trabalhador a se qualificar para conseguir um emprego ou se colocar melhor no seu trabalho. Foi feito um estudo para saber qual a necessidade das empresas e quais as dificuldades dos trabalhadores na hora de conseguirem um emprego. Ficamos muito felizes ao ver que os trabalhadores estão buscando essa qualificação, e temos certeza de que isso produzirá bons resultados no mercado de trabalho”, avalia o ministro.

O curso mais procurado foi o de Inglês Aplicado ao Mundo do Trabalho. Os demais colocados em preferência dos trabalhadores foram Introdução ao Excel, Segurança da Informação; Edição e Tratamento de Imagens e Fundamentos e Processos de Gestão de Recursos Humanos.

“Até o final do ano que vem vamos lançar mais 38 cursos de qualificação para que os trabalhadores tenham outras opções. Nossa meta é qualificar 6 milhões de pessoas”, acrescenta o ministro.

A Escola do Trabalhador pode ser acessada de qualquer computador com internet. Os cursos são gratuitos e não há pré-requisitos para cursá-los. Também não existe escolaridade mínima exigida. Basta fazer um pré-cadastro e iniciar a qualificação.

Cada curso dura aproximadamente 40 horas, tempo estimado como necessário para o trabalhador cumprir todas as tarefas do curso. Mas os inscritos podem ficar tranquilos, pois o conteúdo fica disponível por dois meses, para que eles consigam concluir todos os módulos com calma. Os conteúdos são compostos de textos, vídeos e jogos. A linguagem é simples e a navegação no site, intuitiva para que seja acessível a todos os trabalhadores.

Ao final de cada curso, os trabalhadores precisam passar por uma avaliação para receber o certificado de conclusão. O documento é emitido pela Universidade de Brasília (UnB), que a foi a instituição responsável pela elaboração dos cursos.

COMO SE INSCREVER

Para se inscrever, basta acessar o site, preencher um cadastro e escolher algum dos 15 cursos oferecidos:

1. Agenciamento de Viagens

2. Criando um Negócio de Sucesso

3. Higiene na Indústria de Alimentos

4. Introdução ao Excel

5. Português Básico para o Mundo do Trabalho

6. Demonstrações Contábeis e sua Análise

7. Conhecendo o Perfil do Agente Comunitário de Saúde e seu Processo de Trabalho

8. Fundamentos e Processos de Gestão de Recursos Humanos

9. Segurança da Informação

10. Edição e Tratamento de Imagens

11. Inglês Aplicado ao Mundo do Trabalho

12. Cuidando de Pessoas Idosas

13. Análise de Investimento

14. Comunicação Escrita para o Trabalho

15. Elaboração de Folha de Pagamento de Empresas

Fonte: Ministério do Trabalho

LegisWeb ® 2017 - Informação Rápida e Confiável - www.legisweb.com.br - saiba mais