Brasil quer se integrar a ações de cooperação da Unido para o desenvolvimento da indústria nacional


2 ago 2017 - Comércio Exterior

Teste Grátis por 5 dias

Na China, secretário de Desenvolvimento e Competitividade Industrial do MDIC, Igor Calvet, reuniu-se com o diretor-geral da Organização das Nações Unidas para o Desenvolvimento Industrial (Unido, na sigla em inglês), Li Yong

Durante a segunda Reunião de Ministros de Indústrias dos BRICs, realizada na cidade de Hangzhou, na China, na última sexta-feira (28), o Brasil reafirmou o interesse em se integrar às ações lideradas pela Unido (que em português é: Organização das Nações Unidas para o Desenvolvimento Industrial) – braço da ONU voltado para o desenvolvimento industrial, focado na redução da pobreza, na globalização inclusiva, e na sustentabilidade ambiental.

No evento, o secretário de Desenvolvimento e Competitividade Industrial, Igor Calvet, representou o Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços (MDIC), e reafirmou ao diretor-geral da Unido, Li Yong, que o Brasil tem interesse em iniciar tratativas para fazer parte do “Programme for Country Partnership”, iniciativa da Agência, ainda sem tradução para o português, que tem sido desenvolvida no Peru.

Desde 2015, a Unido e o governo peruano vêm trabalhando, por meio de cooperação técnica, para incentivar o desenvolvimento de uma indústria mais moderna, competitiva e inclusiva. O PCP, como é chamado o programa, busca gerar investimentos, promover suporte técnico e mobilizar fundos de investimento para o desenvolvimento industrial dos países parceiros. No Peru, a iniciativa é focada em quatro áreas: qualidade e inovação; cadeias de valor e desenvolvimento empreendedor; áreas industriais sustentáveis; e energia renovável e eficiência energética.

Igor Calvet aproveitou a agenda com Li Yong para apresentar as principais iniciativas brasileiras para alavancar a indústria nacional, em especial, as ações com foco na capacitação profissional. Calvet deu ênfase à criação do GT para desenvolvimento da Industria 4.0 e ao Programa Brasil+Produtivo, cujo foco é o aumento da produtividade e competitividade do setor produtivo brasileiro. O Programa, que já conta com a adesão de empresas de todos os estados brasileiros, conta com resultado de ganhos de até 50% na produtividade das participantes.

O Secretário reiterou que uma parceria com a Unido seria muito estratégica para a agenda de desenvolvimento industrial brasileira. “É muito importante para nós que a Unido conheça nossas iniciativas e saiba que temos todo o interesse em participar das ações do PCP no Brasil”, disse. Para o diretor-geral da Unido, Li Yong, um acordo de cooperação técnica com o Brasil nessa área seria muito importante.

Unido na América Latina

A Unido é a agência especializada das Nações Unidas criada para promover o desenvolvimento industrial com foco na redução de pobreza, globalização inclusiva e a sustentabilidade ambiental. A instituição iniciou, em dezembro de 2015, sua atuação na América Latina, por meio de um projeto-piloto desenvolvido em parceria com o governo do Peru. Uma parceria com a Colômbia está sendo estudada. A Unido também desenvolve esse tipo de projeto na Etiópia e no Senegal.


Fonte: MDIC